A Dependência Química está entre os transtornos psiquiátricos mais prevalentes no mundo e representa um importante problema de saúde pública. Atualmente, estima-se que 35 milhões de pessoas façam consumo problemático de alguma substância.

No Brasil, cerca de 12% da população maior de 12 anos preenche os critérios para Dependência de Álcool. Além disso, é comum que pessoas com uso problemático de substâncias apresentem outras condições psiquiátricas simultâneas. Assim, é muito provável que os profissionais da área da saúde recebam pacientes com essa demanda, o que exige que o profissional possua habilidades específicas para atender às necessidades dessas pessoas.

Os Transtornos por Uso de Substâncias Psicoativas são complexos e seu tratamento é desafiador, exigindo o envolvimento de equipes multidisciplinares capacitadas para lidar com as suas especificidades. Neste sentido, a Terapia Cognitivo-Comportamental está entre as abordagens mais promissoras, evidenciando resultados eficazes.

Para você que tem pacientes que estão com dificuldades no tratamento de dependência química e que poderiam melhorar caso você fizesse uso de novas ferramentas, nós da Núcleo apresentamos o curso online Manejo Clínico Interdisciplinar da Dependência Química: uma abordagem Cognitivo-Comportamental.

Nesta formação, analisaremos os diversos aspectos da abordagem e manejo desses pacientes, com base nas estratégias Cognitivo-Comportamentais mais atuais para o tratamento dos problemas relacionados ao consumo problemático de substâncias.

O curso será ministrado pela psicóloga Milene Corrêa Petry. Formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS (2002), ela possui especialização em Terapia Cognitivo-Comportamental pelo Instituto WP – Porto Alegre (2009), formação em Terapia dos Esquemas pela Wainer Psicologia (2013) e é Mestre pelo Programa de Mestrado Profissional em Transtornos Aditivos e Mentais pelo HCPA/UFRGS desde 2019.

Clique neste link para conferir todos os detalhes do curso e não perca a oportunidade de tornar-se um especialista em Manejo Clínico da Dependência Química, sem sair de casa.